quarta-feira, outubro 13, 2004

O Piriquito Canta Mais Cedo... C#1

Fica aqui mais uma das muitas cronicas publicadas na primeira (ou segunda) versão do Canta Piriquito Canta. Esta crónica era assinada por paula no seu espaço "O Piriquito Canta Mais Cedo....". Era a cronica #1 e foi publicada a 14 de Julho de 2002.

A música é uma manifestação artística milenar, surgida no tempo dos nossos ilustres antepassados de cabelo comprido, tatuagens por todo o corpo e enfeites nas orelhas para sugerir masculinidade. Se hoje os nossos ilustres contemporâneos que se atrevem a seguir-lhes o estilo são apelidados de “maricas”, “cabeludos” ou outros adjectivos tais, é apenas porque nasceram no milénio errado. Já Cristo teve mais sorte, no seu tempo os cabelos compridos eram afinal sinónimo de santidade. Os buzinões nas filas de trânsito são também uma expressão musical, há efectivamente um ritmo subjacente àquele ruído. O mesmo se pode dizer do ressonar forte de certas pessoas, pausado, repetitivo mas com tons mais elevados de quando em quando. Os cafés são um palco rico em música: do estimulante som do moínho de café, ao tilintar das chávenas nos pires, passando pelas notas que produzem as moedas ao cairem na bandeja... quantos Olympias temos em Portugal! Assim, quem precisa de instrumentos musicais? Venham os serrotes, as tampas dos tachos e os tractores, que nós tratamos da música!

Ah!E também cantamos, se for preciso. atendemos pedidos!