terça-feira, outubro 12, 2004

O Piriquito Canta aos Berros... C#1

Fica aqui mais uma das muitas cronicas publicadas na primeira (ou segunda) versão do Canta Piriquito Canta. Esta crónica era assinada por ana no seu espaço "O Piriquito Canta aos Berros....". Era a cronica #1 e foi publicada a 10 de Julho de 2002.

Não me levanto para vos cumprimentar. Não posso: estou sentada numa cadeira de rodas e as minhas pernas recusam-se (recusar-se-ão sempre, dizem os médicos) a fazer qualquer movimento. Estão mortas, vivo com metade de mim sem vida.

VINGANÇA!
Vingança era o meu grito diário depois de tudo o que me aconteceu. Sabia quem era o culpado e gastei as energias que me restavam em vãs tentativas para o fazer pagar pelo meu sofrimento.

AAAAH!
...Já não grito há muito tempo. Não abro a boca desde que ele me arrancou a língua; tenho vergonha deste buraco vazio, onde ele deixou a marca negra do fogo nas gengivas sem dentes.

Neste espaço onde vocês agora navegam (os naufrágios e os afogamentos virão mais tarde, um por um, lentamente...), não verão mais nenhum texto meu. Tenho ao lado do teclado um bisturi de lâmina bem afiada com que cortarei os pulsos depois de escrever a palavra FIM. Vou dar também uns golpes no pescoço; não posso sobreviver. Tremo só de pensar no que sofreria nas mãos dele, depois de tornar públicas estas palavras.

ACAUTELEM-SE!
...Comigo, a descida aos infernos começou há um ano, quando um jovem do Futebol Clube do Porto me convidou para colaborar na sua página “faz piu-piu, piriquito, faz piu-piu”...

FIM